PIZZATO MERLOT DE MERLOTS D.O.V.V.

Em 1999, primeira colheita vinificada pela Pizzato, foram elaboradas apenas 15.500 garrafas: o Pizzato Merlot 1999. Ao ser lançado em setembro de 2000, o Merlot 1999 passou a ser referência para o potencial do varietal Merlot no Vale dos Vinhedos/Serra Gaúcha. Atualmente, a Merlot é considerada a uva que apresenta os melhores resultados para vinhos finos na Serra Gaúcha/Vale dos Vinhedos.

A partir do mesmo vinhedo que deu origem ao Pizzato Merlot 1999, a Pizzato apresenta a segunda edição – a primeira foi da colheita 2005 – deste exclusivo Merlot, o da colheita 2008, ano em que as condições de desenvolvimento das uvas foram próximas às da safra 1999.

E, porque nomeá-lo DNA 99? Por que provém da mesma localização/vinhedo, de vinhas antigas com baixa produção ou de parcela renovada sobre o mesmo solo, clima do período de crescimento e amadurecimento similar ao da colheita 1999 e as mesmas pessoas responsáveis pelos vinhedos e elaboração do vinho.

DESTAQUES

  • 93 pontos Decanter (Steven Spurrier)
  • 93 pontos Weinwirtschaft (Alemanha)
  • 92 points Guia Adega de Vinhos do Brasil 2013/2014”
  • Wine Enthusiast highlighted as top brazilian wine/sparkling
  • Best brazilian wine among reds, whites and sparklings at Guia Adega de Vinhos do Brasil 2013/2014”
  • 90 pontos Guia Adega de Vinhos do Brasil 2012/2013
  • 17.5 points Purple Pages by Jancis Robinson
  • Best brazilian wine at “Top Ten Brazilian Expovinis 2011”
  • Best brazilian still wine at “Top 6 Brazil” at Decanter Magazine

COLHEITAS

2014 │ 2012 │ 2011

Encorpado e, ao mesmo tempo, elegante. Para ser apreciado agora ou guarda (grande potencial de amadurecimento). Amadurecimento em Barris de Carvalho francês de 1º uso; tostagem ‘garagiste’; Produção exclusive e limitada, e apenas em grandes colheitas.

COLHEITA

Datas da Colheita: 10 de março de 2014
Garrafas: 4.290 garrafas de 750 ml, todas numeradas. Também com numeração da D.O.V.V.
Dados Técnicos
Álcool (% vol.) : 13,5
Açúcar residual (g/l) : 2,3
Acidez total (g/l ác.tartárico): 6,1
pH: 3,6
Tempo de barril (meses): 12 (1º uso, francês, MT)

DEGUSTAÇÃO

Vermelho escuro com traços púrpura, denso; aromas de frutas vermelhas maduras, redução de frutas vermelhas, ameixas pretas, mirtilos, especiarias, chocolate escuro; equilibrado, de taninos marcantes, encorpado e com longa persistência. Retrogosto dominado por aromas de ameixas secas, especiarias doces e chocolate escuro.
* notas geralmente observadas

VINHEDO

Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem, D.O. Localização: Localização: 29°10’17.91″S, 51°36’05.59″O, 495 m.a.n.m. Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul., Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso; Colheita: manual

HARMONIZAÇÃO

Carnes em geral, caças. Risotos, massas e outros preparos com funghi e medianamente condimentados; queijos maturados.

ELABORAÇÃO

Fermentação e maceração em tanques de aço inoxidável, com leveduras selecionadas e temperatura controlada. Longo tempo total de fermentação e maceração. Passagem por barris de carvalho francês de média a baixa tostagem de primeiro uso, específico para amadurecimento de merlots. Amadurecimento posterior ao engarrafamento em caves a 16oC .

SERVIÇO

Para melhor apreciar os pontos fortes deste vinho, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 15 e 18 oC. Sugere-se leve decantação.