PIZZATO BRUT BRANCO TRADICIONAL D.O.V.V.

Referencial da casa para espumantes, vem sendo elaborado desde 2006 na modalidade Brut, sempre pelo método tradicional e com colheita designada. A partir da colheita 2012, elaborado nesta versão sem dosagem, mas não para todas as colheitas. Com a insígnia da Denominação de Origem Vale dos Vinhedos (D.O.V.V.).

DESTAQUES

  • 90 pontos – Guia Adega dos Vinhos Brasileiros 2013/2014
  • 90 pontos – Especial D.O.V.V. Revista Adega (melhor espumante D.O.V.V.)
  • Medalha de ouro – Concurso Internacional de Vinhos do Brasil (CIVB, OIV)

COLHEITAS

2017 │ 2016 │ 2015

Método Tradicional (champenoise).
Pelo menos 15 meses de contato com as borras (sur lattes).
Dosagem moderada.
1 mês de descanso pós-degorgement.
Vinhedos próprios conduzidos em espaldeiras – vinhedo Santa Lúcia.
Das melhores parcelas da propriedade no Vale dos Vinhedos.

COLHEITA

Garrafas: até 8.000 garr., numeradas pela Pizzato e pela D.O.V.V
Data da colheita: Janeiro de 2017
Corte do Vinho Base: 88% Chardonnay / 12% Pinot Noir
Data da 2a fermentação: maio/2017
Dados Técnicos
Álcool (% vol.) : 12
Açúcar final (g/l) : 8
Acidez total (g/l ác.tartárico): 7,1
pH: 3,2
Tempo de borras/sur lattes (meses): 15 e aumentando por conta de degorgement em vários lotes

DEGUSTAÇÃO

Amarelo-claro com reflexos esverdeados, perlage fina e abundante na
aparência. Frutas e flores cítricas, abacaxi, frutas brancas, tons de
tostado de pão no aroma. Amplo na boca, acidez e álcool equilibrados,
de bom corpo, refrescante e cremoso.
* notas geralmente observadas

VINHEDO

Nome: Santa Lúcia, Vale dos Vinhedos
Região: Vale dos Vinhedos, Denominação de Origem
Localização: 29°10’17.91″S, 51°36’05.59″O, 495 m.a.n.m.
Arquitetura: Espaldeiras com orientação norte-sul.
Ano de plantio: 1996, 2000, 2008.
Solo: De origem basáltica, franco, com pedregulhos e argiloso
Colheita: Totalmente manual

HARMONIZAÇÃO

Ideal para acompanhar peixes, frutos do mar, carnes brancas, aperitivos e sobremesas.

ELABORAÇÃO

As uvas foram submetidas a prensagem direta (os cachos foram prensados inteiros, sem desengace ou moagem). A clarificação foi a frio, posterior trasfega, com separação das borras do mosto a fermentar. A fermentação ocorreu em tanques de aço inoxidável com temperatura controlada e uso de leveduras selecionadas. Posterior estabilização e filtração.

SERVIÇO

Para melhor apreciar os pontos fortes deste espumante, sugere-se que a temperatura da bebida esteja entre 4 e 7 oC.

Formação de Espuma

Após o assemblage/corte a partir de vinhos base de Chardonnay e Pinot Noir, foram adicionadas as leveduras para a 2ª fermentação na garrafa, permanecendo em contato com as borras até o momento do dégorgement.